Como está o relacionamento com o seu cliente?

Em um momento como esse que estamos vivendo, crise econômica, política e um cenário de pandemia mundial, empresas estão lutando e brigando por sua sobrevivência no mercado, principalmente quando falamos de micro e pequenas empresas.

Normalmente os pequenos não tem como investir em grandes estratégias de marketing e a primeira coisa que suspendem em um momento mais difícil, é todo e qualquer esforço voltando para publicidade e propaganda.

Ao mesmo tempo que observam uma queda em suas vendas e hoje já entendem que a propaganda e o relacionamento com sua clientela são a alma do seu negócio.

Maior ativo da empresa

Mesmo com isso já entendido não podemos esquecer que o maior ativo de uma empresa sem dúvida, apesar de toda tecnologia e marketing baseado em dados, ainda é a base de clientes, esteja ela em planilha de Excel, sistema ou caderno.

É com essa lista poderosa em mãos, que em momentos de crise, muitas empresas contam para se reinventar e se manterem de pé, afinal, sabemos o quão mais fácil é fazer negócio com um cliente que já comprou da nossa marca, do que conquistar novos clientes que nunca se relacionaram com ela.

Como conhecer e entender quem é o seu cliente?

Esse é o ponto chave. Muitas empresas desconhecem o seu cliente.

Apesar de meios digitais e automatizados para isso, não é preciso de alta tecnologia para estarmos mais próximos aos nossos clientes, tudo isso pode ser feito aos poucos e ser escalonado com o tempo.

É o que o mercado chama de marketing de relacionamento.

O primeiro desafio do empreendedor é entender as preferências do seu público e também registrar, de alguma forma, todos os meios de contato com ele, pode não ser apenas uma.

Hoje somos multi e falamos por diversos canais sejam digitais ou não.

A depender da faixa etária, nossos clientes podem estar acostumados a receber SMS e folhetos, mas mesmo os mais velhos já estão no digital e impactá-los no Whatsapp através de uma lista de transmissão está cada vez mais comum.

Os mais jovens usam mensagens diretas nas redes sociais. Identifique isso primeiramente para poder melhorar e ser mais assertivo em sua comunicação.

Depois de entender o meio para chegar até ele é hora de se relacionar.

Como você tem se relacionado com os seus clientes?

Como acontece esse relacionamento atualmente? Você aguarda o cliente te procurar em seu estabelecimento e daí surge algum tipo de relação ou você já está utilizando meios digitais para facilitar e antecipar essa comunicação?

O relacionamento mais estreito, aquele onde se observa a necessidade de cada consumidor de sua loja, pode ser o fator chave para o sucesso de suas vendas. Com as necessidades entendidas e devidamente documentadas, você gera dados, informações importantes à respeito do seu público e consegue separá-los em grupos, a partir de seus interesses.

Agora imagine a seguinte situação. O que você acha mais válido e poderoso?

Enviar uma oferta de fraldas descartáveis para um grupo de 20 mães ou de cebola para 100 contatos diferentes e aleatórios? Qual deles deve surtir mais efeito e retornos?

Dessa forma você economiza tempo, dinheiro, sua comunicação será mais efetiva e com certeza vai ganhar mais atenção do seu público. Isso é comunicação segmentada.

Então o que posso fazer de efetivo para conhecer meu cliente?

Uma boa ideia é fazer pesquisas de opinião. Não! Não são aquelas pesquisas cansativas de 40 perguntas no papel. Hoje você tem formas gratuitas de perguntar ao seu consumidor do que ele gosta em poucos minutos através de um simples link no Whatsapp.

Pergunte o que não pode faltar na sua loja, se eles comprariam delivery, se determinada forma de pagamento é interessante.

Está vendo que não é preciso começar com ferramentas caras e grandes equipes de marketing? Comece por conhecer o seu cliente melhor e otimize ações que sejam benéficas para você a médio e longo prazo.

Com esse tipo de relacionamento, real, próximo e fácil, com certeza você consegue estabelecer uma relação melhor com o seu cliente  e vencer de forma mais fácil crises externas que você não tem controle.

O empresário que deseja manter as vendas durante os ciclos de crise, precisa pensar estrategicamente e encurtar essa distância entre a empresa e o cliente, só assim o seu pequeno negócio conseguirá sobreviver.

Outros Posts