5 Cuidados Essenciais na Emissão da Nota Fiscal Eletrônica

Nota-fiscal-Eletronica--NFe

Entenda quais os cuidados que você deve tomar ao emitir uma nota fiscal eletrônica (NFe).

É importante saber que um empreendedor precisa ter um conhecimento básico sobre legalização empresarial. Afinal, o empreendedor tem obrigação de declarar os seus ganhos e arcar com os impostos. 

Da emissão ao armazenamento, a emissão da Nota Fiscal Eletrônica possui todo o processo exclusivamente digital. 

Sua empresa é obrigada a emitir NFe?

Para mudar o cenário da sonegação fiscal, a emissão de nota fiscal passou a ser obrigatória para todas as empresas que prestam serviços ou vem produtos. 

De acordo com a Lei Federal nº 8.846, de 24 de janeiro de 1994, todo consumidor tem direito a receber Nota Fiscal e nenhum estabelecimento, por qualquer motivo, deve omiti-la.

“A Secretaria da Receita orienta que o consumidor deve exigir o documento e se, por um motivo ao outro não receber o seu comprovante de compra, deve informar esse fato aos órgãos de fiscalização ou PROCON, que irão averiguar a situação funcional da empresa, aplicar medidas cabíveis e, se necessário, aplicar multa”, explica Celso Luft, vice-presidente de Relações com os Profissionais do CRC-RS (Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul).

Quais empresas são obrigadas a ter o emissor de nota fiscal eletrônica? 

  • MEI (Microempreendedor Individual);
  • ME (Microempresa) – Receita bruta anual de até R$360 mil;
  • Empresa do Simples Nacional O imposto pago geralmente começa em 6% sobre o faturamento e aumenta de acordo com o seu volume de vendas;
  • EPP (Empresa de Pequeno Porte) – Faturamento anual de até R$4,8 milhões;
  • Lucro real ou lucro presumido – receita bruta superior a R$4,8 milhões;
  • Qualquer outro tipo de empresa que comercialize produto ou serviço.

Entenda que a emissão de NFe é obrigatória para qualquer empresa que comercializa um produto ou serviço. Você sabia que a venda de um serviço ou um produto é concretizada na Emissão da Nota Fiscal?

Evite erros na emissão de nota fiscal eletrônica

Seja muito prudente ao preencher o formulário para a emissão de NFe. O empreendedor precisa preencher muitos detalhes, e qualquer erro pode gerar uma grande dor de cabeça futuramente. Revise o formulário sempre. 

Erros por mera falta de atenção pode resultar em multas de 50% sobre o valor da operação, podendo anular a emissão da NFe. 

Para que todo o processo ocorra da melhor maneira, o empreendedor precisa preencher corretamente toda a nota fiscal eletrônica (NFe), para que de fato se tenha conhecimento sobre o que foi negociado e vendido. 

A emissão e recepção de NFe deve ser realizada cuidadosamente, verifique todas as informações geradas e transmitidas, pois após a emissão da nota fiscal eletrônica ser autorizada eletronicamente pela secretaria da fazenda (SEFAZ), a NFe não poderá ser alterada. 

Cuidado com as multas

Existem algumas multas que podem prejudicar a empresa caso emissor de nota fiscal eletrônico identifique algum erro no processo. Quando a empresa consegue identificar o erro e tenta corrigi-lo, o não pagamento do imposto pode acarretar multa de 20% do valor da NFe, nesse caso. 

Tome cuidado para que o erro não seja percebido pela Receita Federal, pois nesse caso, a multa poderá variar 75% a 150% do valor na NFe.

Atente-se também para sempre emitir o cupom fiscal ao seu consumidor. Pois caso o cliente exija o cupom fiscal e você não tenha como emitir a NFe, a empresa também arcará com uma multa pesada. 

A venda online também possui alguns limites e obrigações dos regimes de tributação. 

Certificado digital

Atente-se à segurança do certificado digital, O certificado é válido para a assinatura e validação na NFe. 

  • Mantenha um antivírus e um sistema forte de segurança sempre atualizado;
  • Ao criar uma senha de instalação, reforce-a para que não seja fácil capturá-la;
  • Sempre que for utilizar o certificado digital configure o acesso com uma senha de acesso;
  • Não compartilhe suas senhas nem seu certificado com terceiros.  

Automatize a emissão de NFe

Como já explicamos, alguns erros podem acontecer, por ser uma ação muito repetitiva, mesmo que se tenha uma pessoa responsável pelo processo. Por esse motivo, é importante ter um sistema inteligente, um software ERP eficiente para automatizar a emissão das notas fiscais eletrônicas. 

Um software ERP eficiente pode oferecer:

  • Integração com todas as prefeituras do Brasil;
  • Integração automática com o seu melhor meio de pagamento;
  • Envio automático de Nota Fiscal;
  • Organização e monitoramento das vendas efetivas e de vendas reembolsadas;
  • Cancelamento de notas, caso seja necessário.

Assuma o controle do seu negócio

A melhor forma de ter um controle maior sobre todas as áreas de sua empresa é ter um sistema de vendas, um programa para emitir nota fiscal eletrônica. Um software ERP é fundamental para organizar seu processo administrativo interno. 

Um sistema para loja ou comércio é fundamental para que o empreendedor planeje todos os recursos corporativos, afinal, todo processo estará integrado em um único sistema de automação comercial. 

Um Sistema de automação comercial personalizado para sua loja, comércio e empresa, são válidos para todo tipo de empresa. O ideal é encontrar um sistema ERP fácil de usar e simples de manter. Assim você poderá ter o controle total do seu negócio. 

Tome muito cuidado ao contratar um serviço sem entender os valores que a empresa oferece ao produto. Afinal, é o seu nome e o nome da sua empresa que está em jogo. 

Contrate os serviços da Automação Comercial Bahia e descubra como é fácil ter controle sobre todos os processos administrativos. Acredite em seu projeto, esse será o primeiro passo para que seus projetos possam prosperar. Com a ajuda da ACB você poderá focar em outras estratégias para a sua empresa. 

Gerir uma empresa envolve muitos fatores desafiadores, por esse motivo, um sistema de automação comercial versátil, que se adapta facilmente às mais diferentes necessidades administrativas e de gestão de empresa, será um forte aliado nessa jornada. 

Declare corretamente seus ganhos, tenha um contador para auxiliá-lo e conte com um sistema de automação comercial realmente eficaz. Lembre-se: sonegar imposto é crime!