blank

O cartão de crédito foi usado no Brasil pela primeira vez no ano de 1968. Mais de 50 anos se passaram e ele virou a principal moeda de compra hoje: seja crédito ou débito, a verdade é que pouca gente sai com dinheiro na carteira para efetuar suas compras.

Seja pela praticidade ou segurança, por exemplo, ele conquistou pessoas físicas e jurídicas, que devem apenas estar atentas a forma mais correta e saudável para usá-lo.

Para entender como funciona uma transação completa por cartão de crédito, portanto, é preciso entender o que é um sistema de pagamento.

O sistema de pagamento é um sistema que serve para saldar transações financeiras através da transferência de dinheiro, incluindo instituições e pessoas com regras, procedimentos e tecnologias que possibilitem essas transações.

Para efetuar e concluir transações com sucesso, diversas instituições participam deste momento; sem esse conjunto orquestrado atores e ações uma compra não pode ser efetuada.

É uma verdadeira sinfonia onde cada um tem um a função muito específica e insubstituível.

Instituições envolvidas no processo

São cinco partes envolvidas em cada transação: a pessoa que é portadora do cartão, o estabelecimento comercial onde a compra é feita, a adquirente, a bandeira e o banco emissor. Vamos entender como cada uma delas funciona.

Pessoa Portadora do Cartão de crédito

Essa pessoa é o consumidor final que deseja realizar uma compra utilizando um cartão de pagamento seja crédito ou débito.

Loja (Estabelecimento Comercial)

Local que fornece bens ou serviços, sendo físico ou e-commerce. O estabelecimento  possui uma relação direta com a adquirente, para que aceite cartões como método de pagamento. Em lojas físicas utilizam as famosas maquininhas, em e-commerces se conectam com as adquirentes por meio de APIs em seus sites.

Adquirente

Apesar do nome diferente, a adquirente nada mais é que a instituição de pagamento que possibilita que os estabelecimentos comerciais (lojas físicas ou online) possam aceitar cartões de pagamento. É a adquirente que se comunica com a bandeira e é responsável por pagar o comerciante. Como adquirentes por exemplo, temos a Stone, Cielo, Rede, Getnet entre outras.

Bandeira 

Já a bandeira (facilmente confundida com as adquirentes), são empresas de tecnologia que operam o arranjo de pagamento, sendo os mais famosos Visa e MasterCard. As bandeiras são responsáveis por processar todas as transações, fazendo a ponte entre a adquirente e o banco emissor.

Banco Emissor

Instituição Financeira (IF) ou de Pagamento (IP) que emite o cartão para o consumidor final, sendo esse pré-pago ou de crédito. É o Banco que tem o poder de aprovar ou não a compra e que paga a adquirente e recebe do consumidor final.

Como funciona uma transação de cartão de crédito?

O processo de uma transação com cartão de crédito ou débito consiste em duas fases principais: a da autorização e da compensação/liquidação. A autorização é a parte no processo em que o emissor aprova ou rejeita uma transação. 

Autorização (como funciona)

  • O cliente compra e efetua o pagamento de bens ou serviços usando um cartão de crédito no ponto de venda do comerciante (PDV), na maquininha chamada de POS Point of sale).
  • O POS captura as informações do cartão e as envia ao Adquirente.
  • A adquirente solicita a bandeira para a autorização do banco emissor.
  • A bandeira envia as transações para o banco emissor do cartão (por exemplo: Itaú), para obter a autorização. O banco emissor verifica a transação, aprovando ou negando de acordo com o limite do cliente e a análise de risco da transação.
  • O banco emissor envia a autorização de volta a bandeira e a adquirente, autorizando a compra no POS.

O mais interessante é o tempo que isso leva para acontecer. Com toda a tecnologia atual e com uma internet boa, todo esse processo leva apenas alguns segundos.

Liquidação e pagamento de fatura

A liquidação é o processo de acumular todas as informações da compensação, determinando o valor líquido de liquidação de cada membro (em outras palavras, quem deve o que a quem) e iniciando a troca de fundos.

  • O banco emissor envia o pagamento para a adquirente.
  • A adquirente paga estabelecimento de compras.
  • O dono do cartão paga o banco emissor por meio da fatura do cartão.

Em resumo, pode parecer que uma transação utilizando cartões de crédito ou débito é simples, mas nem tanto. Por envolver diversas instituições e por cada uma delas depender da outra para prosseguir, acaba se tornando um sistema complexo. No entanto, com o suporte de uma tecnologia avançada, essas transações ocorrem de forma automática e em larga escala ao mesmo tempo, facilitando a vida de consumidores e estabelecimentos comerciais.

Outros Posts

Automação comercial é coisa só de empresa grande?

Tenho uma pequena empresa e preciso melhorar meus fluxos. Posso ter automação comercial? Com a automação de processos, funcionários e donos de empresas conseguem simplificar etapas, processos e práticas diárias nos negócios. Os resultados não demoram a aparecer: mais...

PinPads ou POS? Qual o melhor para o meu negócio?

Você pequeno empresário ou empreendedor que está iniciando normalmente tem muitas dúvidas a respeito de sistemas e equipamentos de automação comercial.  Isso é normal. É um universo completamente novo, cheios de nomes estranhos mas que aos poucos vamos nos...