5 bons motivos para automatizar seu negócio já!

Existem inúmeros benefícios que a automatização gera para a sua empresa. Como definimos no blog post anterior, a automação comercial é um suporte em sua operação para que você perca menos tempo com tarefas e invista mais no atendimento aos seus clientes. Entenda melhor aqui! E que benefícios são esses?

Conheça agora os principais motivos para automatizar sua empresa já!

1 – Torne o atendimento mais ágil e eficaz com a automação comercial. Menos processos, mais atendimento

Invista melhor o seu tempo com quem realmente interessa: o seu público. 

Com tantas escolhas para os clientes, um dos maiores desafios das empresas é manter a fidelidade deles. Com a automação comercial, você pode entender as necessidades do cliente, saber o que ele pensa da sua empresa, por meio de pesquisas de satisfação por exemplo.

Assim, você pode adaptar algumas características do seu produto ou serviço, atendendo à demandas específicas de cada cliente. Mesmo gostando de atendimento personalizado, o cliente não abre mão hoje em dia da agilidade no atendimento.

Por mais preferido que possa ser o seu restaurante, se o atendente demora 10 minutos para chegar à mesa, ou então, o cliente fica mais de 40 minutos esperando para receber o prato que pediu. Nesse caso é muito provável que da próxima vez ele opte por outro estabelecimento.

E como tornar o processo do seu restaurante mais ágil através da automação comercial? Uma das opções é a comanda eletrônica, que permite que o atendente realize o pedido para a equipe da cozinha, diretamente da mesa, por meio de um tablet.

blank
Pedido de restaurante sendo feita por comanda eletrônica.

Deste modo, o gestor pode estipular o tempo de produção para a entrega de cada tipo de refeição, fazendo com que todos sejam entregues de forma simultânea em uma mesa, no menor prazo possível.

Ideal para um atendimento mais ágil e personalizado, e o que é melhor, mais satisfação dos clientes. 

2. Você pode acompanhar seu faturamento de forma mais estratégica e rápida

Um negócio só sobrevive se houver controle e conhecimento do seu faturamento. Se sua empresa está com um baixo lucro e você já identificou quais são os motivos, está no caminho certo. Infelizmente, alguns gestores não estão antenados e não têm ideia de onde vêm os problemas. Nesse caso, as chances de falência são grandes!

As dificuldades podem estar no produto, no atendimento, no preço e até mesmo na má gestão do caixa. Todavia, para identificar o problema, é necessária a análise de indicadores e estatísticas que lhe mostrarão a decisão a ser tomada.

blank
A automatização permite maior controle do seu faturamento.

Por menor que seja o negócio, é imprescindível acompanhar ativamente a evolução do faturamento.

Além disso, no momento em que o dono do negócio não está presente, a única forma de continuar acompanhando esses números — com a certeza de serem informações fidedignas — é por meio da automação. Ou seja, dos gráficos e dos relatórios que a ferramenta fornece.

3. Controle suas despesas com automação comercial

blank

Tão importante quanto gerenciar a entrada de capital é controlar a sua saída.

Alguns tipos de negócios permitem quantificar as saídas de estoque e de insumos. Mas, em outros segmentos do varejo, como no food service, por exemplo, essa quantificação deve ser mais minuciosa, exigindo ainda mais controle.

Além de controle, a organização é fundamental para que as informações estejam todas acessíveis para a melhor tomada de decisões.Agindo assim com todas as suas despesas, certamente você conseguirá atingir o ponto de equilíbrio para começar a lucrar com o seu negócio.

Com a automação comercial, você terá em mãos a rentabilidade do seu negócio de forma mais prática e ágil. Algumas ações são até possíveis de serem executadas manualmente, mas demanda mais tempo, e afetam outros processos. 

4. Decisões importantes devem ser tomadas em tempo hábil

Esperar o mês seguinte para apurar o resultado do mês anterior pode fazer seu negócio não sobreviver.

Os números devem sempre estar à mão e, claro, devem ser analisados e utilizados para mudar o que não está dando certo. Lançar promoções quando as vendas estão baixas, dar vazão naquele produto que está com a data de validade quase comprometida, alterar os preços por determinados horários e dias da semana ou renegociar os prazos com alguns fornecedores são ações que, somente em processos automatizados, são possíveis de serem tomadas.

Como você teria esse controle tão eficiente de forma manual? Impossível a depender do tamanho do seu negócio.

5. Impulsione suas vendas. Saia do operacional.

Impulsionar as vendas é, sem dúvida, o diferencial. Entender o que seu público-alvo procura, inclusive, é o primeiro passo para impulsionar esse número. E aí é o momento de utilizar a criatividade e a tecnologia.

A transformação digital facilitou ainda mais a experiência do cliente, tornando-se foco principal para a melhoria dos negócios. As vendas por meio de aplicativos de celular, ou de sites  são meios de venda muito aplicados nos dias de hoje.

Nesse tipo de venda há a grande vantagem da redução do custo operacional. Com isso há uma margem de lucro maior, pois o custo fixo e variável é menor.

Podemos citar, também, terminais de autoatendimento nas lojas, os quais caracterizam outro tipo de automação no que se refere à vendas. Esse tem sido um grande diferencial em algumas lojas. Redução de filas, redução de caixas com pessoas atendendo. Lembre-se: Quando seu cliente está dentro de sua loja, ele quer ser atendido rapidamente. Em contrapartida, você, enquanto gestor, deve querer atender o máximo possível de clientes em curto espaço de tempo, certo? O que torna mais fácil ou praticável quando o processo de venda é automatizado.

Deu para perceber o quanto de benefícios você tem na sua gestão quando sua empresa é automatizada?

Outros Posts

Como está o relacionamento com o seu cliente?

Em um momento como esse que estamos vivendo, crise econômica, política e um cenário de pandemia mundial, empresas estão lutando e brigando por sua sobrevivência no mercado, principalmente quando falamos de micro e pequenas empresas.